As mais lindas mãos

Há mais de 35 anos minha avó mãe de minha mãe completava 80 anos. À época meu tio irmão de minha mãe compôs uma poesia em homenagem à sua mãe. Compartilho essa poesia com muita emoção em homenagem a todas as mães que neste domingo 13 de maio de 2018 celebram seu dia – a todas elas um feliz dia das mães!

6590745

Era ainda pequenino
Sem nada entender
Mas podia sentir
Dessas mãos o carinho.
Com seus cuidados e amor
Afetos e calor
Seguro eu me sentia,
Sereno e tranquilo dormia.

Mas, fui crescendo
Comecei a andar, a falar
A entender, a observar
E aos poucos conhecendo
Dessas mãos o valor
Que, de manhã à noite
Não cessavam o labor.

Ao romper da manhã
Na cozinha já estavam
Sem ruído ou barulho
Sempre pé ante pé
Ágeis preparavam
O saboroso café.

Assim iniciavam a jornada
Velando que nada faltasse
Ao esposo, aos filhos, à casa
A tempo e hora aprazada.

Da copa à cozinha
Do tanque à tábua
Do forno ao fogão
Da costura ao crochê
Do moinho ao pilão;
Sem um instante parar
Não percebiam o tempo passar.

Mas, haveriam de achar
Um tempo ou momento
De a Palavra de Deus estudar,
Em meditação e oração
E aos filhos ensinar
As verdades perenes,
O caminho da Luz
Da graça Redentora
De Cristo, o Senhor Jesus.

Noite avançada,
Do trabalho cansadas
Cessando o labor
Essas mãos dedicadas
Os quartos percorriam
As camas examinando
Os filhos acariciando
Ajeitando a coberta
Apalpando a testa
Em cuidados mil
Verificando, se porventura
Algum deles, estaria febril.

Chegadas à última tarefa
A devoção espiritual
Vejo-as entrelaçadas
Em atitude de adoração
Confessando e suplicando
Intercedendo e agradecendo
Ao bom Deus em oração.

Oitenta anos vencidos
Os cabelos encanecidos
Essas mãos cansadas
Quase deformadas
De longas jornadas.
Continuam servindo
Com afeto e amor
Alegria e satisfação
Seja ao filho, neto ou bisneto
Parente ou irmão.

Contemplo-as com amor
Respeito e apreço.
Por essas mãos bondosas
A Deus muito agradeço.

Minha mãezinha querida
Que me deste a vida,
De tanta coisa bonita
Que neste mundo já conheci
Suas mãos enrugadas
São o que de mais belo já vi.

São Paulo, 29 de maio de 1980

 

 


Um comentário sobre “As mais lindas mãos

Deixe uma resposta para Cícero Martins Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.